Geral Geral - Home1

Universidade Japonesa

Ingresso na Universidade Japonesa

A condição para ingressar em uma universidade japonesa é de ter concluido 12 anos de estudo fundamental e médio e ter 18 anos completos.

Para alguns estrangeiros, o ensino em seus países é de 11 anos, faltando 1 ano exigido pelo Japão. Para tanto, seria necessário cursar o Curso Preparatório para Ingresso na Universidade estabelecido pelo Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciências e Tecnologia do Japão. Porém, estes cursos são realizados somente nas províncias de Tóquio, Shizuoka, Kyoto, Osaka, Saitama e Fukuoka.

Com a sanção da Lei no 11.274 no Brasil em 6 de fevereiro de 2006, que regulamenta o ensino fundamental de 9 anos e a notificação no 121 de 24 de julho de 2008 do Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciências e Tecnologia do Japão que reconhece a conclusão de 12 anos de ensino escolar de alunos que concluíram os estudos no exterior, os alunos de escolas brasileiras, que concluíram o ensino médio poderão prestar o vestibular de universidade japonesa, sem a necessidade de cursar o curso preparatório para ingresso na universidade.

Alunos que concluíram o ensino médio de escolas brasileiras no Japão (reconhecidas pelo Ministério da Educação do Japão), após 6 de fevereiro de 2006 que tenham 18 anos completos, são considerados aptos a prestar o vestibular de universidades japonesas. Poderão conferir a relação das escolas brasileiras no site do Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciências e Tecnologia

Para ingressar em uma universidade japonesa, será necessário um ótimo nível de conhecimento do idioma japonês. Os exames e as aulas são ministradas em japonês e será necessário se preparar para o exame vestibular, conforme os critérios de cada universidade. Algumas universidades ministram todas as aulas em inglês, mas seria necessário pesquisar e verificar com as próprias universidades sobre o sistema de cada uma.

Além do exame vestibular, algumas universidades realizam o “AO Nyushi” (Admissions Office), onde é avaliada a personalidade, a carreira, os trabalhos realizados pelo aluno, se estão de acordo com as características da universidade.
Cada universidade possui seus critérios, sendo necessário consultar o guia de ingresso de cada universidade.

Existe também o exame chamado “Shakaijin Nyushi”, voltado às pessoas formadas no ensino médio e nível universitário, realizado em faculdades e universidades de pós-graduação, com exame escrito e entrevista. O exame escrito é mais simples e normalmente consiste em teste de língua estrangeira e dissertação. O número de vagas é limitado, mas quase todas as faculdades realizam esta seleção. Este exame, avalia principalmente a experiência de trabalho (exige-se experiência mínima de 3 anos no mercado de trabalho), levando em conta o seu interesse no estudo, baseado em sua experiência de trabalho.

Para quem se formou no ensino fundamental, mas não possui a conclusão do ensino médio, poderá prestar o Exame de Certificação de Graduação do Ensino Médio, oKotogakko Sotsugyo Teido Nintei Shiken. Sendo aprovado, poderá prestar exame vestibular para universidades, faculdades de curta duração e escolas técnicas profissionalizantes.
O exame é realizado duas vezes ao ano, em agosto e novembro. Os prazos para inscrição se encerram em meados de maio e meados de setembro.

Os interessados poderão conferir as condições para inscrição no site do Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciências e Tecnologia do Japão. Lembrando que, todo exame é realizado em japonês, sendo necessário nível elevado do idioma japonês.

Fonte: Nagoya Internacional Center

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *